Olhar com o olhar do outro é fundamental

Lúpus em Remissão

Meu nome é Rosany Rangel, tenho Lúpus Eritematoso Sistêmico há 27 anos. Atualmente faço tratamento no Hospital dos Servidores na cidade do RJ, que foi um diferencial no meu tratamento, pois lá se encontra um setor de Reumatologia só para o tratamento do Lúpus, todos os exames são feito lá, e outras especialidades multidisciplinar, como nutricionista, psicólogo, oftalmologista.
Os remédios que não são poucos, eu recebo do governo, que agora estão em falta. Iniciei o tratamento pela Santa Casa, quando ocorreu à primeira intercorrência da doença, mãos dormentes e muito vermelhas. Os rins já mostravam sinal de algo errado, quando fiz a biópsia e acusou, fiz um tratamento chamado pulsoterapia por dois anos diretos, reagi muito bem ao tratamento. Depois tive uma filha, sem problema nenhum, pois gravidez para quem tem Lúpus não é recomendado. Ao longo dos anos a Santa Casa estava com dificuldades, procurei tratamento particular, mas foi difícil, pois nem todos os médicos reumatologistas tem conhecimento do tratamento da doença. Passei por vários médicos, várias medicações, como corticoide, que incha e engorda, prejudica por um lado, mas alivia as dores.
Tenho duas características da doença, manchas escuras na perna e quando pego sol abre a asa de borboleta no rosto.
Atualmente estou em remissão, estou usando dose mínima de azatioprina, reuquinol, losartana, enfim… a alimentação conta, exercício conta, a mente também conta, tudo é um processo que temos que saber administrar para viver bem.
Tem dias de cansaço, tem dias de dores, tem dias de fadiga, é complexa, somos complexos, às vezes não nos compreendem, às vezes pensam que não sentimos nada. Olhar com o olhar do outro é fundamental, o apoio da família e dos amigos também. Eu digo que nunca desistam do tratamento, pois sem ele não há possibilidade de ser viver bem.  E Deus sempre presente na nossa vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *