domingo, 10 de setembro de 2017

Dor, tratamento e frustrações: provação de Douglas no Flu deve chegar ao fim neste domingo


A fé de Douglas, escancarada pelas muitas tatuagens de cunho religioso em seu corpo, passou por um teste de fogo. Nos últimos três meses, ele encarou uma rotina de dor, remédios e frustrações. Por conta de uma artrite reativa, inflamação que afeta os tornozelos e joelhos, paralisou sua ascensão no time e trocou os campos pelo departamento médico. A provação, ao que tudo indica, chegará ao fim neste domingo, contra o Vitória, em Salvador.

O volante será relacionado para o duelo contra os baianos. Recuperado, segundo os médicos tricolores, ele pode até mesmo ser titular. É o que deu a entender o técnico Abel Braga. Ao comentar as situação de Douglas e de Sornoza, que retorna de lesão, ele se mostrou empolgado com o quadro do volante.

— Cada vez mais tanto o Douglas quanto o Sornoza estão mais soltos. Apesar de que o Douglas, no momento, leva vantagem. Apesar deste tempo de três meses, ele não parou. Se for escolhido, não vai sentir. Ele vem treinando bem, fazendo coletivo, jogo-treino... A possibilidade de ter um ou outro na equipe é grande.

Só o fato de voltar a ser relacionado já é uma vitória para o jogador de apenas 20 anos. Neste período de inatividade, sua fé foi testada. O volante passou por tratamento e viu as tentativas de retorno fracassarem devido à persistência das dores. Ao contrário do que ocorre com muitos que são acometidos pela artrite reativa, seu quadro evoluiu. E a solução foi importar um medicamento dos Estados Unidos.

Após um mês de uso do remédio (inicialmente, seriam apenas 15 dias), a recuperação foi alcançada. A julgar pelo seu desempenho nos jogos-treino, disposição em campo é o que não vai faltar, neste domingo, no Barradão.

A volta de Douglas não será a única novidade do time. O técnico Abel Braga confirmou que relacionará o atacante Robinho, regularizado esta semana. Marlon, que se reveza com Leo Pelé na lateral-esquerda, deve começar como titular desta vez.

Fonte: Jornal o Globo
Postar um comentário