quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Acre sanciona lei de política para conscientização sobre lúpus


O governo do Acre sancionou a lei n° 3.170, que institui a política de conscientização e orientação sobre o Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES) e Lúpus Eritematoso Discóide (LED). O documento foi publicado na edição desta segunda-feira (17) do Diário Oficial do Estado (DOE). A política, de acordo com o texto, inclui realização de campanha de divulgação com objetivo de explicar sobre a doença, informar sobre as precauções aos pacientes portadores, disponibilizar orientação psicológica e ainda tratamento médico adequado. O trabalho deve contar com a confecção e distribuição de cartazes, panfletos e folders para divulgação; e ainda promover encontros visando a "conscientização e preservação da autoestima no tratamento da doença". A lei também determina a implantação de um "sistema de coleta de dados sobre os portadores das patologias" por meio de informações repassadas por hospitais públicos, postos de saúde e entidades privadas de saúde. A ideia com isso é contribuir para "o aprimoramento das pesquisas científicas" sobre o assunto. Janete Zaira, da Associação dos Portadores de Lúpus do Acre (Aplac), falou que o órgão tomou conhecimento do teor da lei somente por meio da publicação no DOE e que deve se posicionar sobre o assunto após um estudo sobre o documento. Sobre o lúpus O lúpus eritematoso sistêmico (LES), , é uma doença inflamatória autoimune que pode se manifestar em diversos órgãos de forma lenta ou de forma agressiva. A doença provoca uma inflamação nos vasos sanguíneos, e por estarem em todo o corpo, pode disseminar para qualquer lugar do organismo, tendo consequências mais sérias quando atinge os rins e o sistema neurológico.


Fonte:http://g1.globo.com/ac/acre/noticia/2016/10/acre-sanciona-lei-de-politica-para-conscientizacao-sobre-lupus.html
Postar um comentário