sexta-feira, 8 de julho de 2016

Dia Nacional de Combate ao Colesterol

                                      
 8 de Agosto Dia Nacional de Combate ao Colesterol. Apesar de ser uma gordura importante para o organismo, que ajuda na estruturação da parede das células, na digestão, produção de hormônios e na fabricação da bile, o excesso de colesterol pode causar várias complicações para a saúde. Portanto, ele é necessário, mas é preciso ingeri-lo de forma equilibrada para manter as taxas regulares. 


Entre as complicações decorrentes do excesso de colesterol está a aterosclerose, um acúmulo de placas de gorduras nas artérias que impede a passagem do sangue e pode causar problemas cardíacos, como infarto, e acidente vascular cerebral. Outras complicações são o acúmulo de colesterol em articulações, manchas amareladas ao redor dos olhos, denominado xantelasma, e descoloração branca ao redor da córnea, chamado de arco senil. 

O excesso de colesterol pode ser considerado um vilão do coração. A sua alteração não provoca sintomas aparentes. Geralmente os pacientes só descobrem que estão com o colesterol elevado quando sofrem um problema cardíaco ou um acidente vascular cerebral. Por isso, o ideal é que sejam realizados exames periódicos para acompanhar as taxas, além de uma alimentação saudável e prática de atividades físicas. 

A Pesquisa Nacional de Saúde aponta que 57,4 milhões de brasileiros têm pelo menos uma doença crônica não transmissível (DCNT), entre elas a hipertensão arterial, que está associada a fatores de risco como tabagismo, consumo abusivo de álcool, excesso de peso, níveis elevados de colesterol, baixo consumo de frutas e verduras e sedentarismo. 

A obesidade é o principal fator de risco para o excesso de colesterol sanguíneo, mas isso não impede que pessoas magras também possam ter o colesterol alto. Um dos motivos da alteração dos níveis de colesterol é o consumo excessivo de gordura saturadas, presentes em alimentos de origem animal, como carnes, ovos, derivados do leite, além de produtos ultraprocessados como biscoitos, comidas congeladas, bolos prontos e sorvete. 

Mesmo quem não costuma comer muitos alimentos industrializados e gordurosos pode ter problemas com o colesterol. Além desses fatores, a hereditariedade pode determinar um colesterol alto mesmo em pessoas de hábitos saudáveis. Para manter o colesterol controlado e a saúde em dia, faça exames regulares, mantenha uma alimentação saudável e pratique exercícios físicos. 


Fonte: Gabriela Rocha/Blog da saúde

Postar um comentário