quarta-feira, 22 de junho de 2016

Prevenção de Quedas


 O perigo de cair é muito real para pacientes com problemas ortopédicos

As quedas ocorrem quando a pessoa vai ao chão devido à perda de equilíbrio postural. Por isso, a queda pode ser um sinalizador do início do declínio da capacidade funcional ou sintoma de uma doença. Prevenir quedas é importante em qualquer situação! 

Como prevenir as quedas

Crie na sua casa um ambiente que diminua os riscos de quedas. Veja como fazer isso:

Na sala

  • Prefira tapetes emborrachados e antiderrapantes; 
  • Não use tapetes de tecido muito soltos sobre o piso encerado; 
  • Não deixe fios ou extensões elétricas cruzarem o caminho de passagem; 
  • Tenha o cuidado, sempre, de retirar estes obstáculos do caminho, evitando tropeções.
  •  Peça ajuda; Procure sentar em sofás e cadeiras altas e firmes,  e em poltronas com braço;
  •  Deixe espaço livre para caminhar. Não deixe objetos espalhados pelo chão; 
  • Evite escadas sem corrimão/ou com degraus estreitos. Utilize fitas antiderrapantes nos degraus das escadas.



        No quarto
  • Ajuste a altura da cama e, se preciso, troque o colchão por um mais firme para que você não tenha dificuldade para levantar ou deitar;
  •  Mantenha o ambiente iluminado, principalmente durante a noite, quando for circular pela casa
  • Use calçados com sola antiderrapante e adequados ao formato dos seus pés; 
  • Evite armários muito altos que necessitem de bancos ou de escadas para alcançar os objetos

     No Banheiro
  • Instale barras de segurança nos banheiros e utilize tapetes antiderrapantes; 
  • Na dificuldade em se abaixar durante o banho, utilize uma cadeira de plástico firme e resistente.

Fatores de risco para ocorrência de queda

  • Uso de medicações, como os sedativos, os relaxantes musculares e remédios para controle da pressão arterial; 
  • que afetem a visão, a força muscular, o equilíbrio e a marcha; Riscos ambientais como: 
  •  Pouca iluminação;
  •  Pisos escorregadios; 
  • Superfícies irregulares; 
  •  Falta de corrimão nas escadas e degraus sem sinalizações e sem piso antiderrapante; 
  •  Cadeiras, camas e assentos sanitários de altura incorreta e sem apoiadores laterais; 
  • Falta de barras de apoio nos banheiros; 
  • Obstáculos no caminho, como móveis baixos e fios, presença de animais;
  • Calçado e vestuário não apropriado; Bengalas ou andadores com ponteiras Fatores de risco para ocorrência de queda
  • Uso de medicações, como os sedativos, os relaxantes musculares e remédios para controle da pressão arterial;
  •  Doenças que afetem a visão, a força muscular, o equilíbrio e a marcha; 
  • Riscos ambientais como:  
  • Pouca iluminação; Pisos escorregadios; Superfícies irregulares;  
  • Falta de corrimão nas escadas e degraus sem sinalizações e sem piso antiderrapante;  
  • Cadeiras, camas e assentos sanitários de altura incorreta e sem apoiadores laterais;
  •  Falta de barras de apoio nos banheiros; 
  • Obstáculos no caminho, como móveis baixos e fios, presença de animais;
  • Calçado e vestuário não apropriado; 
  •  Bengalas ou andadores com ponteiras danificadas

Fonte: Cartilha Informativa do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia
Postar um comentário